Frustração na Second Life
A moda agora é a Second Life [e já tem a campanha "get a first life" que eu achei genial]. Como uma internauta compulsiva, eu já passei por lá, criei meu avatar, perfil e ando parecendo um zumbi tentando me encontrar neste mundo novo. E aviso: ele não é fácil, assim como não é fácil construir uma "first life".

Reparei que na Second Life todas as mulheres são gostosas, magras, bundudas e peitudas. Elas usam tops, roupas agarradas e tem olhar sexy. Os homens são todos malhados, bundudos e digamos, um estilo mais "gay". As pessoas voam, se teletransportam, fazem sexo, beijam na boca e trocam de roupa no meio da rua. E claro, elas não morrem.

O que me chamou atenção foi a construção do avatar, em que a maioria são seres perfeitos esteticamente. Eu resolvi construir uma imagem que não seja próxima a mim. Deixei com um aspecto meio gótico, roupas estranhíssimas e na Second Life eu optei por ser bem gorda. Pois bem, o resultado foi que as pessoas não se aproximam e só falam comigo caso eu pergunte alguma coisa. Sou ignorada na maior parte do tempo. Acho triste, mas tive alguns momentos divertidos como ser convidada para ir ao motel com um estranho, porém nenhum dos dois tinha dinheiro e então ele pediu para eu beijá-lo, mas na Second Life eu não sei beijar na boca, o que novamente me mandou para o limbo, afinal sou pobre, estou com vários quilos a mais, tenho péssimo gosto para roupas, cabelos estranhíssimos. Até aprendi a dançar [ridicularmente] e adoro voar, mas a vida por lá anda bem solitária.

Retorno à minha "first life", pois por aqui as coisas andam mais divertidas, as pessoas olham para mim, eu beijo na boca e posso ir além facilmente, eu danço direito... só falta mesmo voar! Mas quem precisa?

Escrito por Desiree às 13h50
[] [envie esta mensagem]



[ ver mensagens anteriores ]