Ejaculação feminina
Sempre ouvimos falar que fulana é boa de cama. Raramente ouvimos falar que fulana não é boa. Simplesmente não se fala sobre ela.

Eu já tentei descobrir por aí o que é para os homens uma mulher boa de cama. Ouvi explicações plausíveis. Outras não muito. Já teceram elogios à minha pessoa. Outras vezes fui ignorada totalmente.

Sempre achei o que faz uma mulher ser boa de cama é ela gostar de sexo somado a estar com tesão pela pessoa com quem ela está transando. Claro que temos nossos dias ruins e isso pode nos acarretar desapontamento do outro lado. A verdade (no meu caso) é que mesmo no dia de extremo cansaço em que eu consigo pensar apenas na minha ducha e a cama na seqüência, se o ser que faz as minhas pernas tremerem, causa aquele frio na barriga e me excita incontidamente, não há cansaço que seja desculpa suficiente para eu arriar.

Óbvio que se namoramos isso passa a ter outra dinâmica, pois aí você pensa "ah, estou com o maior tesão, mas vou deixar para amanhã", afinal amanhã o ser estará lá disponível para o seu deleite. Ou se entrega a um sexo preguiçoso.

Infelizmente não é sempre que somos dotadas de sorte e pode ser que seja aquela oportunidade única. Aquele puto que só tem tempo para você justamente nos seus dias nada favoráveis. Apele para um energético e manda bala, porque essas coisas não dá para deixar passar. Fora que sexo relaxa, melhora o humor, devolve brilho aos olhos e a pele fica incrível. Quem não percebe?

A discussão veio à tona um dia desses quando eu e minha amiga estávamos trocando confidências para lá de calientes. É, todo mundo está careca de saber que a gente acaba contando detalhes mesmo. É feio, mas a gente fala, a gente ri, a gente fica com vontade, às vezes desdenha, reclama, fala do tamanho, se gozou ou não, se o cara é rápido ou devagar demais.

A melhor confidência que nos fez rir como crianças foi sobre a ejaculação feminina. Confesso, que pelo menos comigo, ela não rola sempre. Acontece em relações que o tesão é algo desmedido.

Minha amiga começou a contar a história da noite anterior. Lá estava ela com o namorado na cama quando se deu conta de que a cama estava molhadíssima. Riu feliz, comentou com o namorado (recente) que aquilo acontecera pouquíssimas vezes na vida e naquela intensidade era a primeira vez. E caiu "morta" ao lado dele. O moço, nerd de primeira linha, esticou o braço, pegou o laptop e em menos de um minuto mostrou alguns vídeos para ela de mulheres tendo ejaculações que a fizeram ficar inibida, pois a dela tinha sido uma merreca.

Eu amo nerds, mas depois do relato, eu decidi que só me jogo na cama com um caso não tenha qualquer laptop ou gadget à nossa volta. Cortar o meu barato assim e ainda mostrar que tem gente que vai mais longe poderia causar danos nocivos a ambos ocasionado pela minha brusca mudança de humor.

Por coincidência nós duas andamos com histórias similares na vida. Não tenho um namorado, mas fui abençoada por um moço nerd/gato/divertido/instigante/gostoso que tem causado feitos similares aos da minha amiga.

Claro que depois de um bom tempo sem sexo selvagem na minha vida e alguém fazendo eu virar os olhos literalmente, eu ando demonstrando todos os efeitos como pele boa, ser assaltada por pensamentos infames durante o expediente de trabalho acarretando em telefonemas escusos para sussurros abafados, ansiedade para a chegada do final do dia, aumento de apetite, bom humor exacerbado e cara de sonhadora (ou tonta se assim você preferir).

Então se algum dia você desconfiou que não é boa de cama eu aconselho rever o tipo de pessoa com quem você tem saído durante a sua vida. Se mesmo assim você achar que o problema está com você, eu dou duas alternativas:

- vá fazer terapia ou
- compre um bom vibrador e aprenda a se virar sozinha

Escrito por Desiree às 01h31
[] [envie esta mensagem]



[ ver mensagens anteriores ]